banner ads
Verdades da Profissão de Professor 644 - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Verdades da Profissão de Professor




Os professores assim como os pais além de educadores, são principalmente orientadores, eles não podem escolher pelo seu destino, mas podem orientar o melhor caminho… Assim sendo, não merecem um reconhecimento melhor?!

Ninguém nega o valor da educação e que um bom professor é imprescindível. Mas, ainda que desejem bons professores para seus filhos, poucos pais desejam que seus filhos sejam professores.

Isso nos mostra o reconhecimento que o trabalho de educar é duro, difícil e necessário, mas que permitimos que esses profissionais continuem sendo desvalorizados… Apesar de mal remunerados, com baixo prestígio social e responsabilizados pelo fracasso da educação, grande parte resiste e continua apaixonada pelo seu trabalho.

A data é um convite para que todos, pais, alunos, sociedade, repensemos nossos papéis e nossas atitudes, pois com elas demonstramos o compromisso com a educação que queremos. Aos professores, fica o convite para que não descuidem de sua missão de educar, nem desanimem diante dos desafios, nem deixem de educar as pessoas para serem “águias” e não apenas “galinhas”. Pois, se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda.

Paulo Freire

O professor está sempre errado:

Quantas vezes vemos a sociedade reclamando dos professores? Várias vezes, não é mesmo?

O material escolar mais barato que existe na praça é o professor!
É jovem, não tem experiência.
É velho, está superado.

Não tem automóvel, é um pobre coitado.
Tem automóvel, chora de “barriga cheia”.

Fala em voz alta, vive gritando.
Fala em tom normal, ninguém escuta.

Não falta ao colégio, é um “caxias”.
Precisa faltar, é um “turista”.

Conversa com os outros professores, está “malhando” os alunos.
Não conversa, é um desligado.

Dá muita matéria, não tem dó do aluno.
Dá pouca matéria, não prepara os alunos.

Brinca com a turma, é metido a engraçado.
Não brinca com a turma, é um chato.

Chama a atenção, é um grosso.
Não chama a atenção, não sabe se impor.

A prova é longa, não dá tempo.
A prova é curta, tira as chances do aluno.

Escreve muito, não explica.
Explica muito, o caderno não tem nada.

Fala corretamente, ninguém entende.
Fala a “língua” do aluno, não tem vocabulário.

Exige, é rude.
Elogia, é debochado.

O aluno é reprovado, é perseguição.
O aluno é aprovado, deu “mole”.

É, o professor está sempre errado, mas, se conseguiu ler até aqui, agradeça a ele!

Carlos Soares da Silva

Queridos amigos!!

Deixo aqui meus singelos agradecimentos para aqueles que tiveram a paciência e jamais desistiram das nossas crianças, pois sabem que o futuro depende delas, e sem os professores jamais poderíamos sonhar com um futuro melhor.

 


No Banner to display


No Banner to display