União download - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

União

Um homem que costumava participar assiduamente de determinado grupo, um dia se afastou sem deixar nenhum aviso.

Após algumas semanas, o líder do grupo decidiu visitá-lo. Era uma noite muito fria. Ele encontrou o homem em casa, sozinho, sentado diante de um grande fogo.

Supondo a razão para a visita, o homem lhe deu boas vindas. Depois o conduziu até uma grande cadeira, perto da lareira. E ficou quieto, esperando.

O líder não disse nada. No silêncio sério, contemplou a dança das chamas em torno da lenha ardente.

Após alguns minutos, o líder examinou as brasas. Cuidadosamente, apanhou uma brasa ardente e a deixou de lado.

Então voltou a se sentar e permaneceu silencioso e imóvel. O anfitrião prestou atenção a tudo, fascinado e quieto.

A chama da solitária brasa diminuiu. Houve um brilho momentâneo e seu fogo apagou de vez. Logo estava frio e morto.

Nenhuma palavra tinha sido dita, desde o cumprimento inicial. O líder, antes de se preparar para sair, recolheu a brasa fria e inoperante, e colocou-a de volta no meio do fogo.

Imediatamente, começou a incandescer uma vez mais, com a luz e o calor dos carvões ardentes, em torno dela.

Quando o líder alcançou a porta para partir, seu anfitrião lhe disse:

Obrigado por sua visita e pelo seu sermão. Voltarei ao convívio do grupo.

*   *   *

Uma pessoa sozinha pode realizar grandes coisas, mas um grupo de pessoas pode revolucionar o mundo.

Uma pessoa pode sanear sua rua, seu bairro. Um grupo unido pode modificar uma cidade inteira.

A mensagem do Cristo é de união. Porque união representa força.

Vinculados a um grupo de serviço, a uma crença religiosa, participemos, dando nossa contribuição ativa.

Somos semeadores do tempo melhor. Somos os pomicultores da Era Nova. A colheita que faremos em nome de Jesus nos caracterizará o trabalho.

Unamo-nos em torno do bem. Demo-nos as mãos e ajudemo-nos.

Esqueçamos opiniões contraditórias e avancemos na busca da aurora dos novos tempos.

Convidados à dinâmica do amor, sejamos os honrados continuadores da obra que o Mestre Jesus nos conclama.

Imprescindível que nos unamos como irmãos e que, afeiçoados a um grupo que labora em nome do amor, calemos disputas e divergências, pensando no bem maior.

O trabalho a que somos chamados, na qualidade de cristãos, é incessante, porque jamais terminaremos o serviço.

Servidores imperfeitos, vivamos o Cristo em nossas atitudes, não deixando que opiniões pessoais e pequenas divergências nos distanciem das tarefas abraçadas e dos irmãos que conosco vibram, no mesmo ideal.

*   *   *

Quando as clarinadas de um novo dia em luz nos anunciam os chegados tempos do Senhor; quando uma era de paz prepara a nova Humanidade, somos convidados à responsabilidade maior de amar e servir.

Jesus é mais do que um símbolo. É uma realidade em nossa existência.

Não é apenas um ser que transitou da manjedoura à cruz, mas o exemplo, cuja vida se transformou num evangelho de realizações, chamando por nós.

Aprofundemos o pensamento nesse Evangelho de luz, a fim de viver Jesus em toda a plenitude.

Redação do Momento Espírita, com base no texto A brasa isolada,
de autor ignorado e no cap. 15, do livro 
Sementes de vida eterna,
por Espíritos diversos, psicografia de Divaldo Pereira Franco,
ed. LEAL.
Em 15.9.2015.


No Banner to display


No Banner to display