Um mundo cada vez melhor download - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Um mundo cada vez melhor

Quantas vezes ouvimos, ou nós mesmos repetimos que o mundo está cada vez pior?

Somos nós, várias vezes, os porta-vozes do pessimismo. Ou aqueles que assumimos uma postura derrotista.

Basta uma manchete ruim no noticiário para justificar nossa tese de que tudo vai de mal a pior.

Dizemos que perdemos a crença na Humanidade, que o mundo não tem jeito. E outras tantas afirmações de desânimo.

Porém, será isso mesmo verdade? Será que a Humanidade vai de mal a pior, como muitas vezes apregoamos?

O historiador holandês Rutger Bergman compilou em seu livro, ao qual denominou Utopia para realistas, alguns dados bem interessantes.

Segundo ele, em 1820, 84% da população mundial vivia em extrema pobreza. Cem anos depois o número baixou pela metade. No início do Século XXI, menos de 10% da população mundial vive em extrema pobreza.

Há cinquenta anos, metade da população mundial sobrevivia com menos de duas mil calorias diárias.  Hoje, corresponde a menos de 3%.

Na atualidade, há mais pessoas sofrendo por obesidade do que de fome.

Assuntos que eram ficção científica, há pouco tempo, tornam-se realidade: implantes cerebrais que restituem a visão, pernas robóticas que permitem paraplégicos se locomoverem com autonomia, cirurgias de alta precisão feitas por robôs.

A energia solar ficou 99% mais barata nos últimos quarenta anos. Desde 1994, o número de pessoas com acesso a Internet saltou de 0,4% para 40%.

A expectativa de vida global hoje é mais do que o dobro do que era em 1900.

Desde 1990, a taxa de mortalidade por tuberculose caiu para quase a metade. A partir do ano 2000, o número de mortes por malária decresceu 25%, a mesma queda nas mortes por AIDS, desde 2005.

O número de mortos em guerras despencou 90%, desde 1946.

Para onde olharmos, vamos perceber que há melhoras significativas no mundo.

Como essas evoluções acontecem de maneira silenciosa, pois se desenvolvem lenta e constantemente ao longo das décadas, tornam-se invisíveis para nossa percepção.

Porém, é inegável o quanto o mundo vem evoluindo e se tornando um lugar melhor para se viver.

Para isso, são inúmeros os cientistas, pesquisadores, profissionais variados, mulheres e homens públicos, que vêm se doando em prol da melhora coletiva.

Há muito mais gente colaborando para o mundo ser um lugar melhor do que imaginamos ou percebemos.

São incontáveis os que se sacrificam pelos seus filhos, que fazem o melhor que podem na sua profissão, que atuam voluntariamente em causas nobres.

É a lei do progresso, prevista nos códigos divinos, se fazendo presente, nos proporcionando melhoria de vida e bem-estar.

Efetivamente estamos cada vez melhores. Refletimos isso em um mundo mais justo, mais igualitário, mais humano.

Cabe, no entanto, lembrarmos sempre que cabe a cada um de nós dar sua cota de colaboração, oferecendo ao mundo o que temos de melhor, na mente e no coração, para o progresso da Humanidade.

Pensemos nisso.

Redação do Momento Espírita, com dados extraídos do
livro 
Utopia para realistas, de Rutger Bergman, ed. Sextante.
Em 22.10.2020.


No Banner to display


No Banner to display