banner ads
Sistema de identificação biométrica da Defesa Social otimiza trabalho da polícia BIO - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Sistema de identificação biométrica da Defesa Social otimiza trabalho da polícia




Os tablets que estão equipando as viaturas da Polícia alagoana estão caindo nas graças dos militares que os operam. Funcionando desde o último dia 15, os equipamentos já registraram mais de 100 consultas aos bancos de dados do Instituto de Identificação do Estado, número considerado “muito positivo” por aqueles que fazem a segurança pública.

 

De acordo com o soldado Renato Prado, coordenador setorial de informatização em segurança da Secretaria de Defesa Social e Ressocialização, atualmente 16 tablets estão em funcionamento nas ruas, junto a viaturas de guarnições como as do Bope, Rádio Patrulha e Oplit.

 

Com os tablets em operação, os policiais em campo não irão precisar se deslocar até a delegacia para a identificação criminal de suspeitos. Com apenas quatro toques na tela, é possível verificar o registro daquele que está sendo abordado. Bastam apenas dois dedos para que a conferência seja realizada e a resposta chega, em média, após 40 segundos.

 

 

“É uma praticidade que atinge todos os setores. Desde a logística do deslocamento das guarnições, até a eventual condução do suspeito a uma delegacia. É a tecnologia ajudando a Polícia Militar a dar rápidas respostas à sociedade alagoana”, explicou o coordenador.

 

Novidades

Nas próximas semanas, o número de tablets deve chegar a 20, e, conforme adiantou o soldado Renato Prado, com novidades no sistema. “Cada vez mais a aceitação da nova tecnologia nos vai dando margem para a implementação de novas ideias. Na medida em que aumentarmos o número de tablets nas viaturas, iremos disponibilizar novas ferramentas. A próxima iniciativa será adicionar a plataforma a possibilidade de visualizar e consultar mandados expedidos para aqueles que passarem pela biometria”, conclui.

AGÊNCIA ALAGOAS


No Banner to display


No Banner to display