Servidores realizam manifestação para cobrar salários atrasados em Palestina

Foto: Cortesia/Leitor do Correio Notícia

Foto: Cortesia/Leitor do Correio Notícia

Dezenas de servidores efetivos e aposentados da Educação e da Saúde de Palestina realizam uma manifestação em frente da prefeitura, na manhã desta quarta-feira (11), para cobrar da prefeita Lane Cabudo o pagamento de salários e aposentadorias que estariam atrasados.

A professora Dulcirene Medeiros de Carvalho está aposentada há um ano, mas ultimamente não tem uma data base para receber seu benefício. “O correto seria receber no fim do mês corrente, mas tenho recebido dia 10, depois passou para o dia 20 e agora não sei mais quando vou receber, ou seja, não há uma data base”, explicou.

Ainda de acordo com a professora, a prefeita deixou de pagar aos servidores da Educação o reajustamento referente ao mês de maio deste ano. “Ela concedeu reajuste de 7,74% à categoria para serem pagos no mesmo mês, mas pagou apenas a partir de junho, deixando um débito com toda a categoria”, disse.

“Desde julho que estamos com salários atrasados. Não temos uma data certa para receber. A secretaria não sabe responder o que está acontecendo. Queremos o nosso salário em dia. É um dever do gestor e direito do servidor”, reclamou a professora Maria Damiana da Silva Madeiro, participante do manifesto.

Procurada pela reportagem, a prefeita Lane Cabudo esclareceu que não há salário atrasado de professor, mas reconhece que não existe uma data base para pagamento. “Pagávamos dia 30, mas, com a queda de recurso, nesses meses temos que esperar para completar no dia 10”, explicou.

Conforme a gestora, houve uma perda de mais de R$ 2 milhões do Fundeb e, com isso, o município passou a complementar a folha da Educação com recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Lane Cabudo reconhece o débito referente ao reajustamento retroativo ao mês de maio que concedeu aos profissionais da Educação, mas garante que vai quitar. “Iremos pagar, mas somente quando houver condição financeira”, disse.

Sobre a situação dos aposentados, a prefeita explica que não está conseguindo pagar regularmente os benefícios porque assumiu a prefeitura com um rombo na previdência própria. “Apesar disso, muitos servidores se aposentaram durante minha gestão. Não estamos conseguindo cobrir o montante. O pagamento está atrasado, mas estamos tentando regularizar”, finalizou.

Let’s block ads! (Why?)

Source: Correio Notícia


No Banner to display