Sedetur fomenta artesanato em Coqueiro Seco 4fa75fe087ab4a4ffcb22a4e5f1eda14_L - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Sedetur fomenta artesanato em Coqueiro Seco

728x90

A regularização do ofício de artesão chegou ao município de Coqueiro Seco, na manhã desta terça-feira (8), com a entrega de mais de 50 carteiras do artesão. O evento aconteceu no Centro Integrado de Atendimento Pedagógico (Ciap) e contou com a presença da prefeita Decele Dâmaso, da equipe técnica da Agência de Fomento de Alagoas (Desenvolve) e da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur).

 

Próxima à capital e de grande potencial no segmento, Coqueiro Seco se destaca como a principal produtora da rede dofilé, fornecendo para cidades como Marechal Deodoro e Maceió a primeira etapa do produto, que é um dos cartões postais do artesanato alagoano. Além do filé, a palha do coqueiro é uma matéria-prima muito utilizada por artesãos locais.

 

As carteirinhas representam um complemento da importância da cidade como produtor de artesanato genuinamente alagoano. Mais do que a regularização, o documento e as linhas de crédito colaboram com o desenvolvimento do artesanato, unindo o trabalho que os moradores aprenderam de seus antepassados e a cultura empreendedora, facilitando os meios de comercialização.

 

Ascom/Sedetur

 

Com uma produção voltada para o filé, Sandra Maria é um dos exemplos de como a capacitação é positiva “Comecei aos 10 e trabalho com filé há 38 anos; vivo disso e criei minhas filhas assim. Tenho certeza da importância da carteirinha para o reconhecimento dos artesãos”, conta.

 

Maria do Carmo dos Santos, a Carminha, é artesã e nesta manhã solicitou a carteirinha. Aposentada, conta entusiasmada a história de como se reaproximou do artesanato.

 

“Desde jovem minha mãe fazia rede, e eu também faço. Por conta do trabalho, o tempo era pouco, mas, agora que me aposentei e estou em casa, voltei. A carteirinha do artesão é importante, porque onde a gente chega é identificado. Antigamente as coisas não eram assim, poucas pessoas tinham a carteirinha do artesão; agora, tudo  mudou”.

 

A entrega das carteirinhas, uma parceria entre a Sedetur e a Prefeitura, é parte de um plano de capacitação que não só regulamenta a profissão, mas, por meio de workshops, garante um aproveitamento mais consciente da arte que fabricam.

 

Ascom/Sedetur

 

A Desenvolve, ao apresentar suas linhas de crédito disponíveis, mostrou a relevância do planejamento financeiro, incentivando os produtores a investirem, valorizarem e comercializarem da melhor forma. A gerente de Marketing da Sedetur, Marília Herrmann, minsitrou a palestra sobre Marketing Profissional e Pessoal, focando no atendimento do cliente. Também foram distribuídos um material sobre educação financeira e o certificado de participação na capacitação.

 

A próxima etapa será a regularização deles junto ao Instituto do Bordado do Filé de Alagoas (Inbordal). Para a assessora técnica Betânia Barros, um passo importante para transformá-los em microempreendedores.

 

“Eles vão aprimorar seus trabalhos nos padrões do Inbordal, ajustando os tamanhos de suas redes, aprendendo novos pontos do filé. A meta é que eles virem um núcleo do Inbordal, para que possam trabalhar como empreendedores, com CNPJ. Com os repasses ao Inbordal não terãos mais atravessadores”, explica Betânia Barros.

Fonte: AGÊNCIA ALAGOAS


No Banner to display