banner ads

Rodrigo Cunha diz que vota em Alckmin e explica escolha da mãe de JHC como suplente




Rodrigo Cunha concedeu entrevista à Rádio Correio FM, em Delmiro Gouveia, na quarta-feira (26) – Foto: Pauleandro Silva/Rádio Correio FM

Rodrigo Cunha concedeu entrevista à Rádio Correio FM, em Delmiro Gouveia, na quarta-feira (26) – Foto: Pauleandro Silva/Rádio Correio FM

Na entrevista que concedeu ao programa Tribuna Popular, da Rádio Correio FM, na última quarta-feira (26), em Delmiro Gouveia, o candidato ao Senado Rodrigo Cunha (PSDB) confirmou que vota no candidato de seu partido para presidente da República, o tucano Geraldo Alckmin.

Na conversa com o jornalista Jota Silva, que apresenta o programa, Cunha disse que Geraldo Alckmin é um bom gestor, tem um passado que o credencia para ser presidente e que ele já foi “testado” como governador de São Paulo várias vezes.

Ele também falou sobre a escolha de sua primeira suplente para o Senado, a ex-prefeita de Ibateguara, Eudócia Caldas. Ela é mãe do deputado federal João Henrique Caldas, o JHC (PSB), e esposa do ex-deputado federal e candidato a deputado estadual João Caldas (PSC).

Por essa razão, o candidato Rodrigo Cunha recebeu críticas, tendo em vista que, ao se apresentar como o “novo” na política, ele teria sido “incoerente” ao se aliar à Família Caldas, que já está na política há tantos anos.

“Ser novo na política não é o cabelo preto, não. É ter postura nova, é ter independência”, afirmou Cunha. “A doutora Eudócia foi uma escolha minha, com certeza. Eu conheço o JHC, do PSB, que vem fazendo uma nova política. É parceiro nessa caminhada. Ele busca eficiência no seu trabalho”, explicou Rodrigo Cunha.

Ele também ressaltou que sua suplente, Eudócia Caldas, é médica, já foi aprovada em cinco concursos públicos, é policial militar, “uma pessoa respeitada e religiosa”. “A doutora Eudócia veio agregar. Ela não é ficha-suja”, finalizou o candidato.

Let’s block ads! (Why?)

Source: Correio Notícia


No Banner to display


No Banner to display