banner ads
Professores participam de conferência internacional 1607-Encontro-Internacional-de-Tecnologia-5 - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Professores participam de conferência internacional




Com o avanço da tecnologia, o contato das crianças com as ferramentas tecnológicas tem acontecido cada vez mais cedo. A fim de introduzir estes dispositivos no dia-a-dia escolar, 40 professores da rede municipal de ensino estão participando da Conferência Internacional sobre Aprendizagem Avançada em Tecnologias de Aprendizagem (ICALT), organizada pelo Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônico, no Hotel Ritz Lagoa da Anta.

A conferência tem o objetivo de fomentar a discussão sobre como aliar ciência, inovação e empreendedorismo em prol de uma educação de qualidade. Para isto, conta com a participação de pesquisadores, professores, representantes de instituições governamentais e não governamentais e empreendedores do Brasil, China e Cingapura, dentre outros países.

Na programação, os professores puderam participar dos workshops “Letramentos Digitais na Prática Pedagógica na Educação Básica” e “Tecnologias Assistivas na Educação Especial”, ministradas pelos professores Dr. Luís Paulo Mercado e Dra. Elisângela Mercado, do Centro de Educação (Cedu) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

O Professor Dr. Luís Paulo Mercado ressalta o trabalho realizado no workshop para o dinamismo da prática pedagógica. “Com o avanço da tecnologia, os professores podem desenvolver em sala o uso de aplicativos e outros recursos que permitem uma prática pedagógica mais dinâmica e criativa, focando na autoria do aluno”, completa o professor.

A diretora da Escola Nise da Silveira, Roseli Patriota, diz que a escola precisa estar inteirada das novidades digitais. “A gente acha que domina a tecnologia, mas sempre temos algo a aprender. A escola precisa estar atualizada com as tecnologias. O contato dos alunos com as ferramentas digitais acontece cada vez mais cedo, então precisamos ouvi-los para poder oferecer o que há de novidade na Educação”, ressalta Roseli.

Fonte: Erick Nogueira/ Ascom Semed


No Banner to display


No Banner to display