Prefeitura de Maceió vai treinar ambulantes para combate à Covid-19 Prefeitura-de-Maceió-vai-treinar-ambulantes-para-combate-à-Covid-19-377×290 - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Prefeitura de Maceió vai treinar ambulantes para combate à Covid-19

Como medida de combate ao novo coronavírus, a Prefeitura de Maceió vai promover o treinamento de ambulantes que atuam na orla marítima e no Shopping Popular. A iniciativa do Gabinete Integrado (GGI) de Prevenção à Covid-19 foi discutida com representantes dos permissionários na tarde desta quinta-feira (7).


Foto: Edvan Ferreira

O encontro ainda contou com a presença dos secretários de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs), Thiago Prado; de Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária, Carlos Ronalsa; e com o coordenador-geral da Vigilância Sanitária Municipal, Nelson Menezes.

A ideia do treinamento dos ambulantes, conforme detalhou o coordenador do GGI Covid-19, Claydson Moura, surgiu com o objetivo de promover a conscientização dos que trabalham com esta atividade na capital, passando a orientação de que a prevenção contra o vírus é a melhor alternativa para afastar o risco de retrocesso nas medidas governamentais de enfrentamento da pandemia.

Na reunião com os ambulantes, Moura afirmou que a administração do prefeito JHC tem como prioridade absoluta a preservação das vidas e do emprego dos maceioenses. Para isto, conta com a compreensão destes trabalhadores para que sejam vigilantes no respeito às normas de segurança sanitárias vigentes.

“Estamos abertos ao diálogo e queremos contar com o entendimento dos ambulantes que atuam na orla e no shopping popular. Todos precisam ter a consciência de que a pandemia é real e a Covid-19 está matando muitas pessoas. É sabido que a curva do número de casos e de mortes está subindo, mas a Prefeitura de Maceió tem pressa em trabalhar para evitar uma nova suspensão das atividades, o que seria drástico para a economia local”, destacou o coordenador.

Ele informou que o Município pretende reservar um espaço, provavelmente em um hotel na orla marítima, para reunir todos os prestadores de serviço, e um espaço ao lado do Shopping Popular, para promover o treinamento focado nas medidas de prevenção à Covid-19. Entre as regras sanitárias – já conhecidas por todos, mas que vem sendo negligenciadas – estão o uso ininterrupto da máscara de proteção facial, o uso de álcool em gel para higienização das mãos e o apelo para respeito ao distanciamento social.

“Não dá para a Prefeitura de Maceió direcionar esforços para este treinamento de conscientização sem que potenciais focos de contaminação pelo vírus não sejam combatidos. Por isso, contamos com a conscientização dos ambulantes para que respeitem estas normas e propaguem estas orientações aos usuários. Estamos construindo um entendimento agora para não sofrermos mais com fechamento do comércio e de outras atividades mais tarde”, afirmou Moura.

A pressa em promover o treinamento, além de outras ações que o Município está encampando, é devido à aproximação do período chuvoso, previsto para o mês de março. Pela experiência do ano passado, acredita-se que é justamente nesta época que o coronavírus se espalha com mais rapidez.

Durante o encontro desta quinta, os secretários solicitaram dos representantes o cadastro atualizado dos ambulantes, a ser entregue até a próxima terça-feira (12), quando está marcada uma nova reunião para definir a data do treinamento e discutir sugestões da categoria para ampliar o combate ao coronavírus.

Superada esta fase de conscientização, a Prefeitura adianta que reforçará a fiscalização nos locais de atuação destes comerciantes. O objetivo é garantir o cumprimento do que foi pactuado nas reuniões. Os que descumprirem as regras devem ser responsabilizados, embora a intenção é manter o diálogo, conforme adianta o secretário Thiago Prado.

Já o coordenador-geral da Vigilância Sanitária Municipal adiantou que pretende atualizar o curso de boas práticas para os camelôs, que faz parte do plano de ação do setor, incorporando as normas de combate à Covid-19. Segundo Nelson Menezes, a ideia é contribuir para que o manuseio e o preparo dos alimentos sejam feitos de maneira segura.

A ação foi bem recebida pelos comerciantes. “Os ambulantes da orla estão prontos para contribuir com esta iniciativa da prefeitura. Cada um faz a sua parte e todos seremos beneficiados”, salientou Valter Vigílio, vice-presidente da Associação dos Prestadores de Serviço da Orla Marítima.

Fonte: SECOM/MACEIÓ


No Banner to display


No Banner to display