banner ads
Polícia aponta Baixinho Boiadeiro como autor do homicídio de vereador 08c56e7b-0e67-45ff-b5f0-af7e89668480 - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Polícia aponta Baixinho Boiadeiro como autor do homicídio de vereador



728X90_ronda




Foragido da justiça,José Márcio Cavalcante, conhecido como “Baixinho Boiadeiro”, foi apontado pela policia alagoana como autor do assassinato do vereador Tony Carlos Silva de Medeiros, o Tony Pretinho, ocorrido em dezembro do ano passado. A informação foi divulgada na tarde desta quarta-feira (28), durante coletiva de imprensa na Secretária de Segurança Publica (SSP).

De acordo com a polícia, as motivações da morte seriam o fato de o suspeito achar que Tony Pretinho teria ligação com a morte de seu pai, o vereador Adelmo Rodrigues de Melo, o Neguinho Boiadeiro, além de todo o histórico familiar.

Baixinho teve ajuda de Thiago Mariano Tenório para matar Tony. Os acusados de efetuar mais de 15 disparos utilizaram uma arma de fogo de 9 mm e  uma de calibre 12mm.

A polícia afirmou ter provas suficientes, de testemunhas e  da balística, que a arma utilizada para matar o vereador foi a mesma  utilizada na tentativa de homicídio contra o ex-prefeito José Emílio Dantas. Thiago era “capanga” de Neguinho Boiadeiro e foi com Baixinho até a casa do ex-gestor.

Na coletiva foi dito também que no mesmo dia Baixinho tentou matar não só Emílio Dantas, mas a prefeita da cidade, Marina Dantas,  mas não conseguiu.

Conforme a polícia, existem suspeitas de que Baixinho esteja ligado a crimes recentes. Ele já  tem dois mandado de prisão em aberto, um por tentativa de homicídio e outro por homicídio. “Se ele não for preso logo, continuará praticando crimes”, destacou.

A operação realizada pela SSP foi desencadeada na manhã desta quarta-feira (28), nas cidades de Arapiraca, Batalha, Jaramataia e Craíbas, onde a polícia cumpriu 12 mandados de busca e apreensão e de prisão contra os acusados de envolvimento no assassinato do vereador.

O único preso foi Jadielson Augustinho, vulgo “Del” acusado de porte ilegal de arma de fogo, na cidade de Batalha. No entanto, o preso que segundo a polícia é um dos “capangas” dos Boiadeiros e não tem nenhuma ligação com o homicídio do vereador.

A investigação sobre a autoria foi encerrada e o caso foi dado como concluído.

 

O Caso

De acordo com informações de testemunhas, Tony Pretinho foi atingido com disparos de arma de fogo em frente a casa onde morava, no Centro da cidade.

O vereador também trabalhava como agente penitenciário, no Presídio do Agreste, em Girau do Ponciano, e era compadre de Baixinho Boiadeiro.

Fonte: CADA MINUTO


No Banner to display


No Banner to display