Polícia aponta Baixinho Boiadeiro como autor do homicídio de vereador 08c56e7b-0e67-45ff-b5f0-af7e89668480 - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Polícia aponta Baixinho Boiadeiro como autor do homicídio de vereador

Foragido da justiça,José Márcio Cavalcante, conhecido como “Baixinho Boiadeiro”, foi apontado pela policia alagoana como autor do assassinato do vereador Tony Carlos Silva de Medeiros, o Tony Pretinho, ocorrido em dezembro do ano passado. A informação foi divulgada na tarde desta quarta-feira (28), durante coletiva de imprensa na Secretária de Segurança Publica (SSP).

De acordo com a polícia, as motivações da morte seriam o fato de o suspeito achar que Tony Pretinho teria ligação com a morte de seu pai, o vereador Adelmo Rodrigues de Melo, o Neguinho Boiadeiro, além de todo o histórico familiar.

Baixinho teve ajuda de Thiago Mariano Tenório para matar Tony. Os acusados de efetuar mais de 15 disparos utilizaram uma arma de fogo de 9 mm e  uma de calibre 12mm.

A polícia afirmou ter provas suficientes, de testemunhas e  da balística, que a arma utilizada para matar o vereador foi a mesma  utilizada na tentativa de homicídio contra o ex-prefeito José Emílio Dantas. Thiago era “capanga” de Neguinho Boiadeiro e foi com Baixinho até a casa do ex-gestor.

Na coletiva foi dito também que no mesmo dia Baixinho tentou matar não só Emílio Dantas, mas a prefeita da cidade, Marina Dantas,  mas não conseguiu.

Conforme a polícia, existem suspeitas de que Baixinho esteja ligado a crimes recentes. Ele já  tem dois mandado de prisão em aberto, um por tentativa de homicídio e outro por homicídio. “Se ele não for preso logo, continuará praticando crimes”, destacou.

A operação realizada pela SSP foi desencadeada na manhã desta quarta-feira (28), nas cidades de Arapiraca, Batalha, Jaramataia e Craíbas, onde a polícia cumpriu 12 mandados de busca e apreensão e de prisão contra os acusados de envolvimento no assassinato do vereador.

O único preso foi Jadielson Augustinho, vulgo “Del” acusado de porte ilegal de arma de fogo, na cidade de Batalha. No entanto, o preso que segundo a polícia é um dos “capangas” dos Boiadeiros e não tem nenhuma ligação com o homicídio do vereador.

A investigação sobre a autoria foi encerrada e o caso foi dado como concluído.

 

O Caso

De acordo com informações de testemunhas, Tony Pretinho foi atingido com disparos de arma de fogo em frente a casa onde morava, no Centro da cidade.

O vereador também trabalhava como agente penitenciário, no Presídio do Agreste, em Girau do Ponciano, e era compadre de Baixinho Boiadeiro.

Fonte: CADA MINUTO


No Banner to display


No Banner to display