Patrulha Maria da Penha inicia operação “In Loco” e intensifica as ações de combate a violência doméstica 09f83241e0a5cf28ee6f3769d1e724c8_L - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Patrulha Maria da Penha inicia operação “In Loco” e intensifica as ações de combate a violência doméstica

Na manhã desta quinta-feira (03), a Patrulha Maria da Penha (PMP) deu início a operação “In Loco” que visa intensificar as ações de combate a violência doméstica contra as mulheres.

A major Danielli Assunção, comandante da PMP, e toda sua equipe treinada para executar os atendimentos,foi até as casas de algumas vítimas e fizeram entrevistas, por meio de um questionário criado para analisar a situação em que se encontram as mulheres assistidas pelas medidas protetivas, e, além disso, levar um pouco de proteção e solidariedade a cada uma delas.

“Hoje resolvemos acompanhar de perto como está o dia a dia dessas mulheres que são enviadas do Juizado para a Patrulha e perceber cada vez mais a necessidade da tropa da Maria da Penha nas ruas, bem como verificar os anseios de cada uma delas para sua melhor proteção” destacou a oficial.

A comandante ressaltou ainda que resolveu quebrar o protocolo da participação e envolvimento das comandantes nas ações operacionais de visitas porque percebeu, em meio a esse momento pandêmico, que precisava concluir as ações de 2020 compartilhando da luta de cada uma e assim melhor subsidiar as ações de cuidado para com elas.

“As ações da PMP são realizadas com objetivo de levar segurança para as mulheres que foram vítimas de violência doméstica e que hoje estão sendo assistidas pelo Estado. A intenção é que outras vítimas possam seguir este exemplo de coragem e denunciar os seus agressores para as autoridades competentes”, concluiu a major.

Combate à Violência Doméstica

O trabalho realizado pela Polícia Militar e pelos órgãos que formam a rede de proteção às mulheres vítimas de violência precisa do apoio da sociedade para reforçarem o enfrentamento à violência doméstica. De acordo com a lei nº 11340/06 (Maria da Penha), qualquer ação ou omissão baseada no gênero que cause lesão, morte, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial é considerada violência doméstica. Você pode denunciar por meio do 190 ou pelo 181.

Fonte: AGÊNCIA ALAGOAS


No Banner to display


No Banner to display