banner ads
Paes diz que não vai tratar ‘marginais’ como problema social após arrastões paes - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Paes diz que não vai tratar ‘marginais’ como problema social após arrastões




O prefeito do Rio, Eduardo Paes, disse nesta terça-feira (22) que está colocando a Guarda Municipal à disposição das forças de segurança pública do governo do estado para evitar arrastões como os que aconteceram no fim de semana.

 

O secretário de Ordem Púbica, Leandro Matieli, acrescentou que a operaçao verao da Guarda Municipal, que seria iniciada  no dia 3 de outubro, será antecipada para o próximo fim de semana.

O prefeito chamou de “absurdos” os eventos do último domingo. “Eu estava fora do Rio e pelas imagens que eu vi, o apoio da guarda é importante”.

“Nós não vamos tratar delinquentes marginais como problema social. Isso é problema de segurança pública”, acrescentou o prefeito sobre o tratamento a ser dado a quem cometer delitos como roubos, furtos e agressões.

Paes disse ainda que não vai armar a guarda municipal que, segundo ele, tem outro papel a cumprir.  “A prefeitura não assumirá a função que é da segurança pública”, frisou Paes.

O prefeito confirmou que o vice-prefeito Adilson Pires e representantes da Guarda Municipal vão se reunir na tarde desta terça com o secretário de segurança pública, José Mariano Beltrame.

Fim de semana marcado por tumultos
O sábado (19) e o domingo (20) foram marcados por relatos de furtos, arrastões, correria, e confusão em vários bairros da Zona Sul do Rio de Janeiro. Quase 30 suspeitos de furtos foram detidos em Botafogo e na orla de Ipanema e do Arpoador no sábado. Ja o fim da tarde deste domingo (20) foi marcado por tumultos e correrias na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, em Copacabana, Zona Sul do Rio.

Moradores registraram em vídeo, num intervalo de uma hora, ao menos três confusões. Em uma das cenas, um rapaz que tentava embarcar em um ônibus pela janela é agredido por um grupo de homens. Em outra, a janela de um ônibus é quebrada e passageiros saltam por ela.

Depois do fim de semana de arrastões nas praias e ruas da Zona Sul do Rio, algumas pessoas tentam promover, nas redes sociais, a formação de grupos de “justiceiros” e prometem reações de vingança no próximo fim de semana. O secretário de Estado Segurança, José Mariano Beltrame, disse termer ações de linchamento na cidade.

Conforme mostrou o RJTV, grupos estão combinando uma reação para domingo que vem. Convocaram a levar tacos de beisebol, soco inglês, cassetete e armas de choque para o que chamam de “limpeza da zona sul”. Mas na própria página receberam críticas. Uma pessoa disse que “as pessoas querem combater bandidagem se tornando bandidos”.

Cinegrafista da Globo registrou arrastões acontecendo entre as prais do Arpoador e Ipanema (Foto: Reprodução / TV Globo)Cinegrafista da Globo registrou arrastões acontecendo entre as prais do Arpoador e Ipanema (Foto: Reprodução / TV Globo)
G1


No Banner to display


No Banner to display