banner ads

Os buracos nas rodovias do Sertão escondem muito mais que lama




Percorrer as rodovias de Alagoas nunca foi fácil para nenhum motorista. Buracos, animais soltos e falta de sinalização e iluminação sempre fizeram parte da história que em muitos casos deixaram e continuam deixando famílias enlutadas.

Promessas, operações tapa-buracos e negociatas ($) promovidas por quem está no poder sempre nos mostraram que o caso nunca foi tratado com seriedade.

Desde 2016, para que falemos numa realidade próxima, foi lançado em Alagoas o programa Pró-Estrada, que deu um banho de pinche disfarçado de asfalto em diversas rodovias e ruas de cidades cujo os prefeitos mantinham acertos politiqueiros com o governo estadual.

É fato que em algumas localidades a malha viária foi renovada para melhor. Mas, na maioria o que foi feito é digno de chamar a Polícia Federal e o Ministério Público para colocar quem pagou e recebeu milhões por essas obras (?) na cadeia.

Na cidade do Pilar, na Grande Maceió, a maioria das ruas foram banhadas com uma camada duvidosa de asfalto por cima de sacos de lixo e capim que estavam nos canteiros dos logradouros.

No Sertão, o trecho entre Major Izidoro até o Piau, no município de Piranhas, a rodovia se assemelha a uma tabua de pirulito.

O trecho que liga Palestina a Pão de Açúcar é digno de um filme de terror. A AL 499 foi pavimentada ainda quando o governador era Teotonio Vilela na administração do ex-prefeito era Junior Alcântara. Atualmente a prefeita de Palestina está ‘brigada’ com o atual governador que mesquinhamente não recupera a malha viária.

Com as últimas chuvas a situação piorou na maioria das estradas que cruzam o Sertão alagoano.

Acidentes e mais acidentes. Feridos e mortos. Nada é feito para se evitar as barbáries nas estradas de Alagoas usadas para as negociatas.

Faltando menos de dois anos para as eleições municipais, quando nessa época as propostas (?) entre quem está no poder com quem quer o poder florescem, causa espécie que não se fala ou não se coloca na mesa das soluções os problemas das rodovias.

A frase mais usada é: “Me dê votos que eu dou um jeitinho”. Até quando vamos suportar isso e votar em quem nos tange como gado. Todos nós temos compromissos com nossos filhos, netos e suas proles. Vamos mostrar que somos gente. Vamos mudar essa terra esquecida pelas boas realizações dos políticos bem pagos com nosso dinheiro.

Let’s block ads! (Why?)

Source: Correio Notícia


No Banner to display


No Banner to display