Nº de crimes eleitorais no dia das eleições cai 32,8% em relação a 2016, diz SSP/AL segurança-1-420×301 - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Nº de crimes eleitorais no dia das eleições cai 32,8% em relação a 2016, diz SSP/AL

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL), divulgou um balanço, nesta quinta-feira (11), do trabalho realizado pela polícia durante o primeiro turno das eleições no estado. De acordo com o órgão, o número de crimes eleitorais no dia das eleições em Alagoas caiu 32,8% neste ano em relação à última votação, em 2016.

Segundo o titular da SSP/AL, coronel Lima Junior, foram atendidas 45 ocorrências no tocante a crimes eleitorais, a maior parte delas pela prática de boca de urna com 27 ocorrências e também por transporte, concentração de eleitores e fornecimento de alimentação, que também caracteriza crime, somando seis ocorrências. Outros crimes registrados foram o de desobediência, compra de voto e desordem, que somam 12 ocorrências.

O secretário informou que trabalharam 4.794 policiais militares e 1.116 policiais civis. Ao todo, a polícia recebeu sete denúncias na região metropolitana, 11 na Zona da Mata, 15 no Agreste e 12 no Sertão. A maior incidência foi em Arapiraca. Sobre as prisões, ao todo, dez pessoas foram presas em flagrante por cometerem crimes eleitorais no interior de Alagoas.

Segundo Lima Junior, o número de ocorrências caiu em comparação com o ano de 2016 – quando foram realizadas em todo o país as eleições municipais. Foram 65 ocorrências em 2016 e 45 em 2018. Nos casos de prisão em flagrante, das dez ocorrências, sete foram por boca de urna e ocorreram nas cidades de Canapi, São Sebastião, Girau do Ponciano, Branquinha e Cajueiro; 2 por compra de voto em Murici e Limoeiro e um por desobediência eleitoral em Porto Calvo.

Fonte: ALAGOAS ALERTA


No Banner to display


No Banner to display