Neymar não vai a campo, mas Tite espera avaliação; técnico define escalação contra a Bolívia 50437951477-0ca93520b2-c - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Neymar não vai a campo, mas Tite espera avaliação; técnico define escalação contra a Bolívia

É incerta a presença de Neymar em campo na estreia da seleção brasileira masculina de futebol nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Em entrevista coletiva virtual realizada nesta quinta-feira, do hotel, em São Paulo, o técnico Tite disse que ainda vai esperar uma nova avaliação do camisa 10 para definir a escalação do Brasil contra a Bolívia.

A partida acontece às 21h30 desta sexta-feira na Neo Química Arena.

Tendo Neymar como única dúvida, Tite confirmou o restante da equipe, aquela mesma esboçada na quarta-feira, no último treino em Teresópolis (RJ), com Weverton, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi; Casemiro, Douglas Luiz e Philippe Coutinho; Everton, Roberto Firmino e Neymar (Éverton Ribeiro).

 Weverton é o goleiro, está definido. Ontem conversamos. São três grandes goleiros. O Weverton vem de grande campanha, fazendo mais de 20 jogos em alto nível. Isto o credenciou nesse momento. Douglas Luiz também está definido, isto já foi trabalhado. A outra no caso da substituição hipotética do Neymar é o Éverton Ribeiro. Esta é a possibilidade, os treinamentos foram dessa forma, mas esperamos e contamos (com Neymar). Vamos aguardar. Não tendo ele, vai Éverton Ribeiro – disse Tite.

Antes do treinador falar, o médico Rodrigo Lasmar comentou novamente o caso de Neymar. Ele avisou que o camisa 10 da Seleção e do PSG não vai treinar também nesta véspera da partida.

– Ontem ele não conseguiu treinar, relatou dores na região lombar, sem trauma, durante o aquecimento foi avaliado – disse Lasmar, que ainda completou:

– Ele teve pequena melhora de ontem para hoje, mas não temos ainda nem 24h da dor mais intensa. Tivemos deslocamento, isso tudo dificultou um pouco o tratamento. Ele não tem condições de treino, faz trabalho intensivo com nosso fisioterapeuta e vamos aguardar até amanhã para passar posição ao técnico Tite .

Neymar sente dores durante treino da Seleção

–:–/–:–

Neymar sente dores durante treino da Seleção

“Ladrão de ideias”

O treinador falou das características que espera do time titular. Comentou que ter o destro Cebolinha pela direita e o canhoto Everton Ribeiro na esquerda lhe permitem “mais infiltração e alargar o campo”. Também citou o que espera de Philippe Coutinho, de volta ao Barcelona.

– Já falei que sou ladrão de ideias do trabalho dos treinadores. Primeiro vou respeitar característica de onde os atletas se sentem bem. Primeira regra que trago. Sou ladrão do técnico do Barcelona ou do Bayern? Bom, vamos juntar os dois e usar um pouco dos dois com Coutinho, pois nos diferentes setores está produzindo bem – afirmou o treinador da Seleção.

Técnico Tite ao lado de Rodrigo Lasmar, médico da seleção brasileira — Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Técnico Tite ao lado de Rodrigo Lasmar, médico da seleção brasileira — Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Éverton Ribeiro e Douglas Luiz

A opção pelo meia do Flamengo como possível substituto de Neymar foi analisada pelo treinador, que também explicou o que deseja da movimentação dos demais atletas de ataque.

– Éverton é um articulador, da construção, um jogador que pensa a última bola, e também um finalizador de média distância. O que o Firmino te traz, estrategicamente? Ele te dá a característica de um jogador mais terminal também, sem tanto a necessidade de construir. Para ter de um lado ou de outro, o Cebolinha te dá amplitude, como extremo, chegando na frente. O Coutinho pode ser por dentro ou por fora, tendo essa função bem exercida. Importante abrir um espaço de criação maior para eles, fazendo com que a bola chegue, vinda dos laterais, dos zagueiros, dos meio-campistas. E aí sim ter a ilusão, a criatividade, o passe cavado, a finalização – comentou o treinador da Seleção.

Sobre a opção por Douglas Luiz, do Aston Villa, em vez de Bruno Guimarães, do Lyon, o treinador comentou e justificou com a melhor proteção no lado esquerdo do campo, pois é o setor que Renan Lodi e Neymar (se jogar) avançam mais. O técnico testou Douglas na função no treino dessa quarta-feira.

– Lado esquerdo nosso é que vai dar liberdade maior para o lateral, temos o atacante que tem essa função. Ele vai fazer articulação, que abastece esses homens de frente e que seja reboteiro também. Ele fez isso no Aston Villa, no Vasco foi externo direito, ele tem valências técnicas, bate bem na bola de média distância – elogiou Tite, seguido por mais elogios do auxiliar César Sampaio.

Tite, técnico da seleção brasileira, em entrevista coletiva — Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Tite, técnico da seleção brasileira, em entrevista coletiva — Foto: Lucas Figueiredo / CBF

A delegação desembarcou na capital paulista na noite de quarta-feira. Nesta tarde de quinta, faz último treino de tarde, na Neo Química Arena, estádio do Corinthians.

Depois do duelo contra a Bolívia, o próximo compromisso da Seleção é contra o Peru, terça-feira, às 21h30, em Lima.

Fonte: GE


No Banner to display


No Banner to display