Jair Bolsonaro autoriza Força Aérea transportar alagoanos mortos em MG

Veículo foi retirado de cima da linha por equipes de resgate – Foto: Pedro Chimicatti/G1

Veículo foi retirado de cima da linha por equipes de resgate – Foto: Pedro Chimicatti/G1

A tragédia com o ônibus da empresa Localima Turismo, de Mata Grande, que matou na tarde da sexta-feira (5) 18 pessoas, a maioria moradores do Sertão de Alagoas, repercute até na política nacional.

Após manter contato com o governador Rena Filho (MDB), o presidente Jair Bolsonaro determinou que uma aeronave da Força Aérea realize o translado dos corpos de Belo Horizonte (MG) para Alagoas.

O anunciou foi feito pelo próprio governador em suas redes sociais.

Por outro lado, após a prefeitura de Água Branca, onde seis das vítimas fatais moravam, anunciar a locação de um veículo para levar parentes até o necrotério onde estão os corpos e lá providenciarem o reconhecimento de seus mortos, o governo mineiro, diante da demora do trajeto feito de carro e a dor das famílias, autorizou que os familiares fossem em um avião fretado. Para isso solicitou da prefeitura alagoana promovesse uma seleção com cinco representantes das famílias dos mortos. O horário do voo não foi informado. Na manhã desse sábado (5) a prefeitura informou que O secretário de Saúde do município, Antônio da Silva, embarcou no começo da manhã para Minas Gerais para prestar apoio às vítimas.

No começo da tarde, com apoio de equipes do Corpo de Bombeiros (CB), o ônibus sinistrado foi retirado da linha férrea, onde permanecia após cair da uma ponte em um dos trechos da BR-381, em um trecho conhecido como “Ponte Torta”, perto da entrada para Dom Silvério.

A Vale informou em nota que que o “trem de passageiros que partiu do Espirito Santo com destino a Belo Horizonte seguiu viagem por uma linha que não foi afetada pelo acidente.

Dez pessoas continuam internadas no Hospital Margarida e três no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte. O motorista ainda não foi localizado. Familiares de feridos em busca de informações podem procurar a Polícia Civil pelo telefone (31) 3851-2411.

As vítimas do acidente que não precisaram de atendimento médico ou que já tiveram alta foram encaminhadas para o Albergue Municipal, onde passarão por testagem da Covid-19.

Já os corpos dos 18 mortos permanecem no Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte.

Até o final da manhã, conforme a assessoria da Polícia Civil (PC), a Localima não havia informado a identificação do(s) motorista(s) do ônibus. Conforme relatos de sobreviventes ele pulou do veículo, ainda em movimento, instantes antes do acidente,

Lista de vítimas do acidente

01 Daiane Santos Silva
02 Heloisa Sofia Nascimento Silva,- 2 anos
03 Daniel Oliveira da Silva
04 Vitória Juscelia Oliveira Batalha (Transferida para o Hospital João XXIII )
05 Samuel Oliveira Batalha
06 Vanessa Oliveira Silva Batalha
07 Joyce de Oliveira
08 Elânio da Silva Batalha (Transferido para o Hospital João XXIII)
09 Pedro Antônio Silva
10 Josefa Maria da Silva
11 Cícero Pedro
12 Jaílma do Nascimento
13 Pablo Nascimento Vieira (Transferida para o Hospital João XXIII)
14 Solange P. Silva Barbosa
15 Vitória Cardoso
16 Tarsiano Campos e Santos
17 Anderson Soares de Oliveira
18 Luana Costa Silva
19 Luísa
20 Rodrigo José da Silva
21 Denise Rui Santos
22 Carlos Pereira
23 Cícera Eliane Cavalcante Guerra

VITIMAS QUE FORAM A ÓBITO NO HOSPITAL

01 Cícero Jeferson Andrade da Silva
02 Clemilton Santos Nascimento
03 Cícero Oliveira Lima
04 Caio Lucas Santos
05 Elias Vieira Batalha

ÓBITOS NO LOCAL

1. Maria Silma da Silva Batalha
2. Denise Maria do Nascimento
3. José Ricardo da Silva
4. José Roberto Santos da Silva
5. Lázaro Santos Barbosa
6. Marcondes Teixeira lima
7. Manoel José da Silva
8. Joelson Queiroz dos Santos

Obs: Cinco continuam não identificadas

DEMAIS PASSAGEIROS (NÃO TIVERAM FERIMENTOS)

1. Cristiano Vieira Batalha
2. Franco Oliveira da Silva
3. Cícero Neto Lima dos Santos

Let’s block ads! (Why?)

Source: Correio Notícia


No Banner to display


No Banner to display