Imprensa Oficial lança livro que homenageia Solange Lages na 8ª Bienal do Livro LER - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Imprensa Oficial lança livro que homenageia Solange Lages na 8ª Bienal do Livro

A Imprensa Oficial Graciliano Ramos, vinculada à Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), lançou, durante a 8º Bienal Internacional do Livro de Alagoas, a obra ‘Solange: Entreartes’. Organizado pela professora Edilma Acioli e escrito por mais 20 autores, o livro retrata o empenho de Solange Lages na preservação cultural do Estado.

 

Pintora, crítica de arte, poeta e doutora em Literatura, Solange sempre dedicou sua vida à manutenção da memória e da identidade alagoana por meio das manifestações culturais, conhecendo, divulgando e recriando os diversos tipos de arte desenvolvidos em Alagoas.

 

(Fotos: Minne Santos)

 

De acordo com Edilma Acioli, o intuito do livro é, justamente, reconhecer o trabalho da amiga, que vem contribuindo há anos para a valorização de produções artísticas locais.

 

“Sempre quis fazer um trabalho que reconhecesse a importância de determinados autores alagoanos. O universo é grande, são muitas pessoas, mas a Solange precisa desse registro; não havia um catálogo que pudesse mostrar, de fato, quem ela é. O livro é o desejo que tenho de eternizar nomes, pessoas que tanto fizeram pela cultura de Alagoas”, explica Edilma.

 

Diversidade

 

Organizado de modo a representar as múltiplas atividades culturais em que Solange Lages esteve envolvida durante toda a vida, o livro conta, entre outras coisas, com o trabalho de poetas, contistas e artistas plásticos. Para o diretor presidente da Imprensa Oficial Graciliano Ramos, Dagoberto Omena, a obra é imprescindível para dar continuidade ao ofício desempenhado pela alagoana.

 

(Fotos: Minne Santos)
(Fotos: Minne Santos)

 

 

 

“Esse é o tipo de livro que engrandece a editora e que confere credibilidade ao nosso trabalho. Nesse momento de restrição dos cofres públicos, em que há escassez de patrocínios privados para expressões culturais, iniciativas como essa ganham uma força ainda maior, pois lutam para manter o acervo histórico e o patrimônio cultural do nosso Estado, algo que reflete bem o que Solange fez e continua fazendo por nós”, pontua Dagoberto.

 

Para Solange Lages, a obra é um exemplo da dedicação de artistas locais e do Governo de Alagoas em apoiar projetos que contribuam para a preservação da história do Estado.

 

“Meu coração não cabe no peito de tanta alegria. Esse livro é um transbordamento de bondade. Eu só tenho a agradecer a minha amiga Edilma, que é uma grande escritora, e a todos aqueles que contribuíram para que esse lançamento acontecesse”, afirma a alagoana.

AGÊNCIA ALAGOAS


No Banner to display