banner ads
Ex do jogador Bernardo chega para depor em delegacia no Rio ex2 - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Ex do jogador Bernardo chega para depor em delegacia no Rio




A ex-companheira do jogador Bernardo do Vasco chegou na 42ª DP (Recreio) para prestar depoimento por volta de 14h20 desta quinta-feira (18). Patrícia Mello acusa o meio-campista de agressão e vazamento de vídeo íntimo. Ela chegou acompanhada da mãe e do advogado, mas não falou com a imprensa. Um dia antes, o jogador também esteve na delegacia e saiu sem falar sobre o caso.

A delegada Adriana Belém, titular da 42ª DP, no entanto, deu detalhes do que ouviu. Bernardo teria negado as acusações, mas confessado que mandou fotos para a ex-namorada com a faca no pescoço como chantagem emocional. As imagens teriam sido enviadas no dia 1º de junho, após uma briga do casal. Segundo o próprio Bernardo afirmou em depoimento, os dois brigavam muito por ciúmes.

“Ele queria voltar com ela e fez as fotos para que ela ficasse incomodada e voltasse a namorar com ele”, explicou a delegada. De acordo com o depoimento, a ex-namorada Patrícia Mello voltou para casa com medo que o jogador se matasse e foi prestar queixa na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) do Centro do Rio.

‘Acusações infundadas’
Por meio de nota, enviada na semana anterior por seu advogado, o meia-atacante disse que está sendo vítima de “acusações infundadas”. “O sr. Bernardo desconhece qualquer tipo de acusação contra si, uma vez que sequer foi intimado de quaisquer medidas judiciais que lhe fossem desfavoráveis, muito menos as descumpriu. Em verdade, o referido atleta vem sendo vítima de acusações infundadas, o que será provado patentemente ao final das investigações que existam ou venham existir. Em tempo, a principal preocupação do atleta é seguir trabalhando com o fito de honrar seus compromissos pessoais e laborais junto à agremiação que defende”, defendeu o advogado de Bernardo, na ocasião.

Segundo o boletim de ocorrência, obtido pelo G1, ela teria recebido chutes e socos, além de xingamentos e ameaças. O advogado de Patrícia, Rodrigo Cardoso Fernandes, disse ainda que Bernardo colocou uma faca na própria garganta e pediu para Patrícia matá-lo. Depois, passou a ameaçá-la com o objeto. A pena pode ser de até 4 anos de prisão.

Entre as medidas protetivas já deferidas para Patrícia, estão o afastamento de até 300 metros e a suspensão da comunicação entre eles. “Ele tentou entrar em contato, mas ela não respondeu. E continuará assim”, pontuou Rodrigo.

Relacionamento de três anos
Os dois mantiveram um relacionamento de 2012 a maio de 2015. De acordo com o registro de ocorrência, Patrícia foi agredida com socos, tapas e pontapés, xingada e ameaçada.

“Quando foi feito o registro já foram deferidas medidas protetivas da lei solicitando o afastamento dele sobre ela de até 300 metros e também de manter comunicação com ela. Isso já foi deferido, mas ele não foi formalmente notificado, mas ele tem um conhecimento informal sobre isso”, explicou Carlos Gonçalves.

Jogador foi afastado do Vasco
Bernardo teve o contrato suspenso por tempo indeterminado pelo Vasco nesta terça, em sua quarta passagem pelo clube. Após discutir e chamar para a briga um torcedor em uma rede social, ele foi cortado da delegação que foi para Mangaratiba, na Costa Verde, se preparar para o jogo de sábado, contra o Cruzeiro, em São Januário.

Vídeos íntimos
A ex-namorada também acusa Bernardo da divulgação de vídeos íntimos do casal. As imagens circularam em redes sociais e no Whatsapp. Patrícia teria ido à polícia registrar o vazamento e disse acreditar ter sido “Bernardo o divulgador do vídeo”. O meia também fez um registro, como vítima.

Trecho do depoimento de Patrícia: “Respondeu que não queria voltar, pois não estava feliz e que a deixasse viver sua vida em paz. Enquanto Bernardo disse “Se você não voltar eu vou me matar”. Mandando fotos em que ele aparece com uma faca em seu pescoço, pulso e rosto. Que acabou voltando para casa, pois não queria que ele se matasse. Que aproveitou a oportunidade de ir embora da residência após Bernardo sair para treinar. Que registrou ocorrência a respeito de um vídeo que expõe suas intimidades com Bernardo, o qual acredita ter sido Bernardo o divulgador do vídeo; (…) que deseja representar criminalmente contra o autor do fato, que deseja medida protetiva de urgência.”

Polêmicas
Aos 25 anos, Bernardo coleciona polêmicas dentro e fora de campo. Na segunda-feira (8), após ser hostilizado por torcedores em sua conta no Instagram, o jogador chamou um deles para a briga. “Seu torcedorzinho, vai lá porta. Vamos ver, irmão! Tu é p***. Resolve eu e você, mano”.

Em 2013, o jogador teria sido torturado por traficantes do Conjunto de Favelas da Maré, no Subúrbio do Rio, em 2013, por ter se envolvido com Daiane Rodrigues, uma das mulheres de Marcelo Santos das Dores, o ‘Menor P”, chefe do tráfico na região, preso em 2014.

G1


No Banner to display


No Banner to display