banner ads
Estudantes participam da Jornada Alimentar e Nutricional IMG_4853 - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Estudantes participam da Jornada Alimentar e Nutricional




Os alunos da Escola Municipal Lenilton Alves, localizada no Jacintinho, participaram, na manhã desta quarta-feira (12), da finalização da primeira etapa da Jornada de Educação Alimentar e Nutricional, promovida pela Secretaria Municipal de Educação (Semed). A iniciativa faz parte do programa de mesmo nome, executado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O fim dessa fase inicial do projeto contou com a preparação de um mandioqueijo, prato cuja base é a macaxeira, com a participação dos alunos do 2º ano do Ensino Fundamental.

A pedagoga do setor de Nutrição da Semed, Gedida Correia Alves, explica que o projeto surgiu a partir da intenção de promover a alimentação saudável no espaço da escola. “Por que a escola é um ambiente, eminentemente de aprendizagem, não apenas de ensino de ler e escrever e dos cálculos matemáticos, mas também da boa conduta alimentar”, explica Gedida. O programa envolve professores e alunos, para que todos aprendam a comer bem e, consequentemente, tenham uma vida mais saudável.

Ela explica que a macaxeira foi escolhida para ser trabalhada com os alunos por se tratar de um alimento muito próximo da realidade dos alagoanos. “A macaxeira tem tudo a ver com nossas origens e nossa etnia. É um alimento que surgiu da cultura indígena e tem a ver com nossa história, com o nosso cotidiano e, por isso, defendemos sua adoção na alimentação escolar”, disse Gedida.

Antes da Jornada, foram realizadas atividades didáticas e pedagógicas, nas quais foram trabalhados textos, ilustrações e informações sobre o alimento.

Alunos da escola Lenilton Alves, no Jacintinho, colocam a mão na massa e aprendem receitas

Eunice Maria da Conceição é merendeira há 23 anos na escola. Ela foi a responsável pela preparação do mandioqueijo. “Esse prato é feito com macaxeira cozida e machucada, tipo purê, com uma camada de queijo e orégano, gratinado”, explica ela. Para Eunice, a iniciativa é importante por possibilitar o ensino aos alunos sobre as diversas formas de preparo do alimento. “A maioria das crianças só conhece a macaxeira cozida e acompanhada de uma carne. Desconhece as várias formas de preparo”, complementa ela.

O projeto também contribui para evitar o consumo de alimentos industrializados.

Acompanhar a preparação da merenda agradou a pequena Júlia Vitória da Silva Santos, de 7 anos. “A receita ficou muito gostosa. Eu nunca comi macaxeira assim e gostei. Não sabia que podia misturar com queijo. Vou pedir a minha mãe para que faça em casa”, comentou enquanto apreciava o prato.

O projeto, executado nas Escolas Municipais Lenilton Alves e Leda Collor, está previsto para ser executado até dezembro, dividido nas etapas merendeira como agente transformadora da alimentação escolar, sustentabilidade na alimentação escolar, imagem corporal e bullying e, por fim, movimento + comida de verdade = saúde.

Fonte: Delane Barros/ Ascom Semed


No Banner to display


No Banner to display