Estudantes de 187 escolas da rede pública estadual voltam às aulas ED - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Estudantes de 187 escolas da rede pública estadual voltam às aulas

A rede pública estadual da Educação iniciou, nesta segunda-feira (5), o ano letivo de 2018. Pais, estudantes e gestores comemoram a volta às aulas. De acordo com a superintendente da rede estadual da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Maridalva Campos, 187 escolas já começaram as suas atividades.

 

“Cerca de 58% iniciaram as aulas hoje e, até o final de fevereiro, esse número aumentará para 87% de toda a rede. Nós estamos cumprindo a legislação, de ter 200 dias letivos, mas temos uma meta, para que em 2019, 100% das escolas estejam dentro do ano civil – iniciando as aulas em fevereiro e terminando em dezembro. Para se ter uma ideia, das 104 escolas que nós temos em Maceió, 72 estão iniciando o ano letivo hoje. Faz mais de dez anos que não vemos um resultado tão bom na rede estadual”, afirma a superintendente.

 

Novidade

 

Entre as novidades da Seduc para 2018 está a oferta do ensino fundamental integral em cinco unidades: Professor José Vitorino da Rocha e Teotônio Vilela, no Centro Educacional de Pesquisas Aplicadas (Cepa); Anaias de Lima, na Ponta da Terra; além Virgínio de Campos e Edmilson Pontes, que ofertam também ensino médio.

 

Na Vitorino da Rocha, no Cepa, a primeira semana será reservada para o período de adaptação das crianças. “Vai ser uma semana para fazermos um diagnóstico e conhecermos melhor os alunos. Durante o período de matrícula, a procura foi surpreendente. Os pais adoraram a nova proposta de educação e as crianças estão muito animadas”, fala a diretora Ana Cláudia Duarte.

 

Jannyne Pereira da Silva estuda na escola desde 2017 e afirma que o ensino integral deixou todos mais animados, inclusive seus pais. “Achei bastante legal a ideia. Já tinha ouvido falar sobre o ensino integral e fiquei bastante curiosa. Os meus pais acharam ótimo. Aqui eu vou aprender ainda mais”.

 

Alicia Sinara da Silva é nova na unidade e conta que sua mãe aliou a nova proposta da Educação à rotina corrida de trabalho. “Eu estudava em uma escola privada e minha tia falou que a escola estava com ensino integral. Minha mãe amou e me matriculou aqui. Agora eu não vou precisar ficar sozinha em casa e vou fazer novas amizades”, contou.

Estudo

 

Prezando pela qualidade de ensino, um grupo de estudantes recém-saídos da Escola Estadual Profª Maria José Loureiro, no Cepa, decidiram apostar na educação integral e matricularam-se na Escola Estadual Princesa Isabel.

 

Kelvin Barros Gomes é um deles. “Vim à escola devido aos comentários positivos. Após nos reunirmos com os alunos, colocamos na balança e vimos que aqui é muito bom. Acho que vou aprender ainda mais por passar o dia todo estudando”, disse.

 

Alessandra Maria de Oliveira Cerqueira e Lucas Jones da Silva também fazem parte do grupo de amigos. Eles contam que o ensino integral está proporcionando uma oportunidade única. “Queria estudar e me esforçar ainda mais. Aqui acredito que vou poder aliar o estudo à diversão. Passei em outras escolas com os amigos, mas gostamos mais da Princesa Isabel”, avalia Lucas da Silva.

 

Últimas vagas

 

Os pais ou responsáveis que perderam o período da matrícula podem procurar a Gerência Regional de Educação (Gere) mais próxima de casa para saber quais unidades ainda estão ofertando vagas para o ano de 2018 e, assim, matricular os filhos.

 

“Na gerência, os servidores já poderão indicar, da melhor maneira, quais escolas ainda têm vagas, para que os pais não precisarem ir em várias escolas e perder um tempo precioso. Ainda temos vagas no ensino médio e no fundamental”, afirma a superintendente Maridalva Campos.

AGÊNCIA ALAGOAS

 


No Banner to display


No Banner to display