Estudantes alagoanos representam o estado no Campeonato Brasileiro Sub 18 de Judô f08253873ca415765f7d3f6d935f363f_L - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Estudantes alagoanos representam o estado no Campeonato Brasileiro Sub 18 de Judô

Nos dias 2 e 3 de junho, acontece em Lauro de Freitas, Bahia, o Campeonato Brasileiro Sub 18 de Judô, realizado pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ). A equipe alagoana, segundo a Federação Alagoana de Judô (Faju), conta com 12 integrantes, a maioria deles estudantes de variados municípios do estado. Dentre estes, estão três medalhistas dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ): Hemily Lopes, Luiz Filipe Alves e Maria Eduarda Mata.

 

Natural de Matriz do Camaragibe, Maria Eduarda é aluna da Escola Estadual Saturnino Souza e conquistou ouro na edição 2016 dos JEJ em João Pessoa. Ela treina pelo Projeto Samurais, também de Matriz.  Em 2017, foi a vez do maceioense Luiz Filipe, aluno da Escola Estadual Theonilo Gama e ouro nos JEJ de Curitiba. Já satubense Hemily Lopes, conseguiu sozinha três medalhas de destaque no ano passado – um bronze nos Jogos Escolares da Juventude de Curitiba e um ouro e uma prata no Panamericano/ Sul-americano de Judô disputados em Lima, no Peru em novembro do ano passado. Hemily é aluna do Colégio de Saint Germain e treina pelo Projeto Lutando para Vencer, de Satuba.

 

O diretor técnico adjunto da Faju, Ricardo Sérgio Santos, está confiante em relação à conquista de medalhas. Ele afirma que a equipe que está na disputa já conseguiu trazer medalhas para o estado no Campeonato Brasileiro Região II, além de se classificar para o nacional que acontece no começo do próximo mês.

 

“Os alunos lutam desde muito novos, já estão acostumados a competir. O Região II já nos mostrou o que podemos esperar deles. Assim como eu, a Faju acredita no potencial dessas crianças e jovens. Os resultados do ano passado nos mostraram que conseguir medalhas não é um sonho, é uma realidade”, relata Ricardo, também coordenador do projeto de judô da Escola Theonilo Gama.

 

Para Ricardo, o Campeonato Brasileiro Sub 18 implica, também, no maior preparo para os Jogos Estudantis de Alagoas (Jeal) e, posteriormente, para a nova edição da etapa nacional. Ele acredita que quanto maior o número de competições, mais preparados ficam os judocas, além de proporcionar diferentes experiências.

 

Antonio Milhazes, presidente da Faju, informa que nos últimos quatro anos houve um aumento considerável no quadro de medalhas conquistadas por Alagoas neste Campeonato. “A evolução aconteceu tanto a nível regional, como nacional nas competições promovidas pela CBJ e também nas Olimpíadas Escolares. Acredito em um bom desempenho do grupo, a possibilidade de conquistarem medalhas é grande devido ao empenho dos atletas e do investimento que a Faju vem fazendo nos treinos”, aposta.

Fonte: AGÊNCIA ALAGOAS


No Banner to display


No Banner to display