Em boa companhia 817 - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Em boa companhia

Há um ditado popular, muito conhecido, que diz: Antes só do que mal acompanhado. Para ter uma boa companhia tem que primeiramente ser uma boa companhia…

Reflitam…

Em geral, as pessoas têm dificuldade em ficar sozinhas. Então, por vezes, não escolhem bem suas companhias, deixando-se, até mesmo, se influenciarem por elas, e não aproveitando adequadamente seu tempo.

Na verdade, nunca estamos realmente sozinhos. Sempre temos a companhia de nosso Espírito Protetor, que muitos chamam de Anjo, e de outros Espíritos que possamos atrair com nossos hábitos e pensamentos.

Mas, se precisamos de alguém ou de algo que possamos ver, tocar, ou com o qual aprender, muitas vezes esquecemos de algo que pode ser uma maravilhosa companhia: um livro!

A palavra livro vem do latim libri, que se referia ao papiro, primeiro material usado na Antiguidade, sobre o qual a escrita era feita.

No início, restrito a poucos. Após a invenção da tipografia, e, mais recentemente do computador, é acessível a qualquer camada da população alfabetizada.

O livro, silencioso e disponível, nos permite dar asas à imaginação, deixando, por alguns momentos, o mundo real e mergulhando no ambiente descrito pelo autor, a imaginar paisagens,vestimentas, cores.

Temos a liberdade de imaginar os personagens, de nos emocionar e vibrar com eles, de imaginar o desfecho da história.

Aos pequenos o bom livro desenvolve a curiosidade, os faz usar o tempo de maneira produtiva, e lhes ensina, sem grande esforço, a língua pátria.

Para os adultos, o livro é uma forma de lembrar constantemente a boa escrita, e, consequentemente, a boa fala.

Hoje, esse maravilhoso companheiro se encontra disponível em bibliotecas públicas e de escolas, bastando para isto um simples cadastramento.

Há os locais de livros usados, ou sebos, onde podemos encontrar uma imensa variedade de exemplares a um baixo custo. Por vezes, até na base da troca.

Para quem preferir, as livrarias nos oferecem locais agradáveis para sentar e ler partes do que se deseje adquirir, para que não haja erro. Nesses locais, não raramente encontramos amigos.

A Internet nos fornece um meio facílimo de ler obras inteiras, sem precisar, sequer, sair de nossas casas.

Os livros com mensagens religiosas nos oferecem momentos de reflexão e acalmam nossa mente, trazendo-nos ensinamentos valorosos.

Muitos educadores hoje, têm dificuldades em incentivar a leitura entre seus alunos, os quais mostram, não raramente, problemas nas matérias onde a leitura é básica, e encontram barreiras em exames seletivos.

Estudiosos na arte da aprendizagem garantem que crianças que veem os pais lendo, que percebem que os pais têm prazer ao ler, são crianças mais interessadas em leitura do que os filhos de pais que não leem.

* * *

Que amigo, senão o livro, cabe em nossas bolsas, maletas, ou até mesmo em um bolso, e está disponível, seja na espera do transporte coletivo, nos intervalos do trabalho, em rodoviárias e aeroportos ou em nosso lazer?

Que tal, então, abrirmos espaço, a partir de hoje, em nossas vidas para esse amigo e companheiro?


No Banner to display