Programa Cidadania com França Moura.

Cursos profissionalizantes enriquecem formação de estudantes do ensino integral

A cada dia de aula, Eduardo Souza aprende algo novo sobre computadores. “Desde que entrei neste curso, tive a oportunidade de explorar melhor a máquina e aprender a programar, algo que gosto muito. E o melhor é que, quando eu terminar o ensino médio, terei a chance de arrumar um emprego nesta área”, conta o jovem, aluno da 2ª série do ensino médio integral da Escola Estadual José Aprígio Brandão Vilela (EJAV), em Teotônio Vilela.

Eduardo Souza é um dentre as centenas de estudantes do ensino integral da rede estadual alagoana que, ao concluir o ensino médio, terá o currículo enriquecido com um curso técnico que traz novas perspectivas em relação à inserção no mercado de trabalho.

 

Em todo o Estado, 14 escolas estaduais ofertam o ensino médio integral atrelado a um curso técnico com duração de três anos. São elas: Rodriguez de Melo, Marcos Antônio Cavalcanti e Geraldo Melo, em Maceió; Izaura Antônia de Lisboa, em Arapiraca; Graciliano Ramos, em Palmeira dos Índios; Joaquim Diégues, em Viçosa; Laura Chagas, em Santana do Ipanema; Carlos Gomes de Barros, em União dos Palmares; Lucilo José Ribeiro, em São José da Tapera; Ernani Méro, em Penedo; Maria Antônia, em Matriz de Camaragibe; Watson Clementino de Gusmão, em Delmiro Gouveia; EJAV, em Teotônio Vilela e Francisco Leão, em Rio Largo.

 

Divididos em três eixos – turismo, gestão e negócios e informação e comunicação – os cursos são uma oferta própria da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e contemplam as seguintes formações: Recursos Humanos, Marketing, Eventos, Hospedagem, Cooperativismo e Manutenção e Suporte em Informática. Esta oferta foi planejada de forma a estimular as potencialidades de cada região, conforme explica do superintendente de Políticas Educacionais da Seduc, Ricardo Lisboa.

 

“Estes cursos foram pensados para abranger diversas regiões do Estado e aquecer os setores produtivos locais, pois, com a capacitação da comunidade, a escola está contribuindo para potencializar o seu município e sua região. Além disso, são cursos com alto poder de empregabilidade”, explica Ricardo Lisboa.

Novos horizontes – Na EJAV, os alunos do ensino integral têm à sua disposição cinco cursos: Marketing, Cooperativismo, Recursos Humanos, Eventos e Manutenção e Suporte em Informática. Lourdes Dantas, diretora-adjunta da unidade de ensino, conta que a receptividade aos cursos entre os alunos é muito boa.

 

“Temos um mercado de trabalho que carece de mão de obra qualificada. Em nossa região, é comum vermos jovens recém-saídos do ensino médio procurarem outras cidades e até estados em busca de novos horizontes profissionais. Essa formação técnica vai possibilitar uma maior estabilidade profissional e vai favorecer a permanência destes jovens em sua região”, avalia.

Professor do curso de Manutenção e Suporte em Informática da EJAV, Glevson da Silva Pinto, reitera esta informação. “Aqui eles aprendem tanto a parte de manutenção de computadores como a parte de programação. Com essa formação, eles estarão melhor preparados para saírem daqui para o mercado do trabalho” conta.

AGÊNCIA ALAGOAS


No Banner to display