CSA abusa dos erros, tem jogador expulso e acaba derrotado pelo Goiás 3c4513d7-f84e-4f9e-a528-1ec8ee270cf6 - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

CSA abusa dos erros, tem jogador expulso e acaba derrotado pelo Goiás

A torcida do CSA está mal acostumada com as vitórias e empates do time marujo, quando joga fora de casa. Mas nesta sexta-feira (10), a equipe alagoana jogou mal, abusou dos erros defensivos, teve o zagueiro Xandão expulso e acabou derrotado por 3 a 0.

Mesmo com a derrota, o CSA segue na vice-liderança com 34 pontos e terá pela frente o São Bento, no próximo sábado no Estádio Rei Pelé. O Goiás por sua vez, deu um salto na tabela e chegou ao G4, na quarta posição com 30 pontos ganhos e vai enfrentar o Figueirense em Santa Catarina.

 

O JOGO – 1º TEMPO

Bola rolando em Goiânia e as duas equipes se estudavam, pouco avançando ao ataque. Para se ter ideia, a primeira chance de perigo foi do Goiás e veio numa falha do CSA. Xandão errou a saída de bola, o time da casa trabalhou a jogada e o meia Felipe mandou no travessão.

A partida seguia equilibrada, mas o Goiás buscava mais o ataque. Aos 29 minutos, o CSA já tinha afastado uma investida do adversário, mas Alemão acabou desarmado na intermediária. Renato Cajá cruzou na área e Lucão se jogou na bola, mandando para as redes. Goiás 1 a 0.

O desarme em cima de Alemão que originou a jogada do gol, gerou reclamação do time do CSA. Mesmo sem razão, o zagueiro Xandão questionou de forma acintosa e acabou recebendo o cartão amarelo. Minutos depois, o defensor fez falta ao segurar o atacante Lucão e recebeu o cartão vermelho, complicando o time alagoano.

Para tentar organizar o time no campo defensivo, o técnico Marcelo Cabo tirou o atacante Taiberson e mandou á campo o zagueiro Roger. E assim o primeiro tempo foi encerrado, com um jogo sem muitas emoções, mas com o Giás à frente do marcador.

2º – TEMPO

Na volta para o segundo tempo, o jogo seguiu lento, mas as chances seguiam sendo criadas pelo Goiás. Na bola parada, Renato Cajá mandou no travessão. Minutos depois, o time marujo levaria novo susto. Celsinho errou na saída de bola e perdeu para Michael, que mandou no poste superior do goleiro Felipe Garcia.

Se no primeiro tempo o CSA conseguia impedir uma pressão do Goiás, na etapa complementar ficou difícil. O time da casa intensificou os ataques e chegava com frequência. Em mais uma oportunidade, Lucão dominou a bola com a mão e bateu forte, para grande defesa do goleiro Felipe.

O momento era do Goiás, que rondava a área do CSA, criava oportunidades em bolas paradas, em chutes de longa e curta distância, mas não conseguia ampliar. O time alagoano por sua vez, não conseguia sair para o ataque e explorar os espaços deixados pela equipe da casa.

Depois de minutos de pressão, o jogo deu uma esfriada, os treinadores Marcelo Cabo do CSA e Ney Franco do Goiás mudaram peças, que surtiram efeitos para o time da casa. Aos 36 minutos, Rafinha arriscou da entrada da área e parou em grande defesa do goleiro Felipe Garcia, mas no rebote, Michael bateu firme e ampliou o marcador. 2 a 0.

Nos minutos finais do jogo, o CSA até se lançou ao ataque, tentou nas bolas paradas, tentando trabalhar a bola e não conseguiu. O Goiás foi lá e castigou. Aos 46 minutos, Michael cruzou na área e encontrou Felipe Gedoz, que acabara de entrar e livre na área, de “peixinho” marcou o terceiro. Final de jogo, 3 a 0.

Fonte: CADA MINUTO


No Banner to display


No Banner to display