Coreia do Norte suspende acordo com Sul e ameaça encontro com Trump kim_trump_2 - FILE PHOTO: A combination photo shows Mike Pompeo (L) in Washington, North Korean leader Kim Jong Un (C) in Pyongyang, North Korea and U.S. President Donald Trump (R), in Palm Beach, Florida, U.S., respectively from Reuters files. REUTERS/Yuri Gripas (L) & KCNA handout via Reuters & Kevin Lamarque (R) ATTENTION EDITORS - THIS PICTURE WAS PROVIDED BY A THIRD PARTY. FOR EDITORIAL USE ONLY. NOT FOR SALE FOR MARKETING OR ADVERTISING CAMPAIGNS. NO THIRD PARTY SALES. NOT FOR USE BY REUTERS THIRD PARTY DISTRIBUTORS. SOUTH KOREA OUT. NO COMMERCIAL OR EDITORIAL SALES IN SOUTH KOREA. Ampliar Imagem

Coreia do Norte suspende acordo com Sul e ameaça encontro com Trump

A Coreia do Norte suspendeu as negociações com a Coreia do Sul e expõe como motivo os eventuais exercícios militares entre sul-coreanos e norte-americanos. Paralelamente, o presidente da Coreia do Norte, Kim Jong-un, informou que pode cancelar a reunião de cúpula com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, marcada para o dia 12, em Cingapura.

A informação foi divulgada hoje (15) pela agência oficial de notícias norte-coreana KCNA.

Segundo a agência de notícias KCNA, ações militares têm efeitos de provocações. “É um desafio flagrante à Declaração de Panmunjom e a uma provocação militar intencional que vai contra o desenvolvimento político positivo na Península Coreana”, diz a nota da agência oficial da Coreia do Norte.

Mais cedo, a Coreia do Sul anunciou um acordo com o Norte para manter conversações de alto nível sobre medidas para promover a desnuclearização na Península Coreana, a aproximação de famílias separadas durante a guerra entre os dois países e futuros acordos em várias áreas.

O líder norte-coreano Kim Jong-un se reuniu com o presidente sul-coreano Moon Jae-in em uma cúpula histórica no mês passado, quando emitiram houve um acordo para que o norte-coreano abra mão do programa nuclear. Sul-coreanos e norte-coreanos buscam aproximação desde janeiro.

A Coreia do Sul também se comprometeu a desmantelar o local de testes nucleares de Punggye-ri até o final de maio, antes da cúpula norte-coreana-norte-americana e suspendeu planos para lançamentos de mísseis nucleares. Mas não se comprometeu a abandonar esses programas.

Porém, em Washington, a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, disse que os preparativos para o encontro com Kim estão mantidos. De acordo com ela, não houve “notificação” alguma sobre o cancelamento do encontro.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL


No Banner to display


No Banner to display