Conseg deve convocar Corregedorias da PM e PC para cobrar esclarecimento após sumiço de jovens csm_exterminio_f8069edcdb - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Conseg deve convocar Corregedorias da PM e PC para cobrar esclarecimento após sumiço de jovens

Membros do Conselho de Segurança Pública de Alagoas (Conseg-AL) devem se reunir no início do próximo mês com as Corregedorias da Polícia Civil e da Polícia Militar de Alagoas para apurar e cobrar um relatório sobre o andamento das investigações sobre casos de jovens que desapareceram após abordagem de policiais.

De acordo com o vice-presidente do Conseg, Antônio Carlos Gouveia, a reunião deve ser acompanhada por representantes das duas polícias e ainda por membros da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas.

“Nós tivemos que provocar os órgãos responsáveis para ter uma resposta mais efetiva quanto ao andamento dos casos. A pauta da reunião ordinária do dia quatro de julho vai ser focada essencialmente nisso”, adianta.

Questionado pela reportagem do TNH1 sobre o número de casos que o Conseg investiga, Gouveia informou não poder adiantar detalhes sobre o levantamento interno do Conselho.

“Não posso passar essa informações porque é algo que está sendo trabalhado internamente, envolve policiais  e que não pode ser divulgado justamente para não atrapalhar a situação”, explicou.

Grupo de extermínio

Há uma semana o promotor de justiça Magno Alexandre Moura, que responde pela promotoria do Controle Externo da Atividade Policial, afirmou que deverá pedir o afastamento dos militares suspeitos de integrar um grupo de extermínio em Alagoas.

O promotor concedeu entrevista ao TNH1 na última segunda-feira (18), durante a inauguração da nova sede do Instituto Médico Legal de Maceió, no bairro Cidade Universitária.

“No momento certo, sim [serão afastados], e não só isso. Mas eles serão processados judicialmente. No procedimento administrativo, realizado no âmbito do Ministério Público Estadual, estamos levantando todas as informações necessárias e, ao final, quando estivermos com todas as dúvidas dirimidas, iremos propor a ação”, explicou o promotor.

Fonte; TNH1


No Banner to display