Cine Real, o concorrente que fechou o Cine Pedra

Prédio onde funcionou o Cine Real está abandonado – Foto: Blog Amigos de Delmiro Gouveia

Prédio onde funcionou o Cine Real está abandonado – Foto: Blog Amigos de Delmiro Gouveia

Tudo ia bem, até que em 1950 surgiu um concorrente, o Cine Real, fundado pelos moradores José Maria e Maximiliano Martins Cavalcante. Situados a cerca de 500 metros um do outro, os dois cinemas foram concorrentes durante décadas, inclusive chegavam a exibir o mesmo filme no mesmo dia, com o objetivo de disputarem o público. O embate durou 20 anos, terminando com o fechamento do Cine Pedra em 1970.

Apesar do desinteresse do público, o Cine Real continuou em funcionamento. E, para chamar a atenção, chegou a realizar sessões com filmes pornográficos. Além disso, naquela época, as salas dos referidos cines já não eram exclusivas para exibição de filmes, pois semanalmente havia também nos locais shows com artistas nacionais e da região, inclusive apresentação de calouros e teatro, que atraíam e entretinham os moradores da localidade.

O servidor público Tadeu Mafra lembra que na época tinha 12 anos de idade e morava vizinho ao Cine Pedra, condição que lhe permitia a façanha de assistir por cima do muro de casa às atrações. “Lembro-me que já subi no muro para ver os shows dos cantores Waldick Soriano e Teixeirinha, que faziam sucesso em todo o Brasil”, relembrou o delmirense, que é muito conhecido como Tadeuzinho e lamenta o fechamento dos dois cinemas da cidade.

Em 1982 o Cine Pedra reabriu, voltando a concorrer com o Cine Real, que, um ano depois, acabou fechando. Dessa vez, foi o Cine Pedra quem permaneceu em funcionamento, concorrendo com a popularização da televisão e do videocassete, que permitia às pessoas assistirem filmes em casa. Foram 11 anos de persistência, até que, em 1993, o cinema fechou outra vez.

Nesse período, após o suicídio de um dos Irmãos Menezes, todo o empreendimento fundado por Delmiro Augusto da Cruz Gouveia já tinha sido vendido duas vezes. Primeiro para o Grupo Cataguases Leopoldina, em 1986, e depois, em 1992, para o Grupo Carlos Lyra, que mantém o controle acionário do empreendimento até hoje, embora estejam em funcionamento apenas as rádios Delmiro AM e FM, construídas no mesmo prédio do Cine Pedra, em 1988.

O prédio onde funcionou o Cine Real, localizado na Avenida Presidente Castelo Branco, centro da cidade, está em ruínas. Ele ainda pertenceria à família de seus fundadores e não há nenhum projeto de revitalização.

Essa é a segunda parte da reportagem. Leia as outras partes:

Let’s block ads! (Why?)

Source: Correio Notícia


No Banner to display


No Banner to display