Candidatura majoritária: Cunha fala em “impedimento” e escassez de bons nomes CUNHA - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Candidatura majoritária: Cunha fala em “impedimento” e escassez de bons nomes

728x90

728x90

Assim como outras lideranças políticas, o deputado estadual Rodrigo Cunha (PSDB) também repercutiu, na tarde desta terça-feira, 13, a desistência do prefeito Rui Palmeira (PSDB) de disputar o governo do Estado no pleito de outubro.

 

“Lamentável, mas compreendo totalmente as razões dele”, disse o parlamentar ao Blog.

 

Sobre o fato de ter o nome circulando como possível substituto de Rui na disputa, Cunha voltou a afirmar que seu caminho natural é a disputa pela Câmara dos Deputados, mas reconheceu que existe uma movimentação na classe política para que ele busque um cargo maior.

 

“Mesmo todos sabendo a forma como trabalho, sem toma lá da cá, sem distribuição de cargos, sem assistencialismo, mas, para mim, o mais importante não é o apoio de políticos e sim das pessoas. Isso me faz ter esperança de que há um movimento de mudança”, prosseguiu.

 

E completou: “Esta decisão não é só minha ou da classe política, e sim dos alagoanos e das circunstâncias. O jogo político majoritário do jeito que está posto, com negociações e nomes que não estão alinhados com o que eu acredito, é um impedimento”.

 

Em relação a outros caminhos que podem ser tomados pela oposição, o deputado frisou que é necessário mais tempo para analisar o cenário, mas se disse preocupado: “A escassez do cenário por bons nomes preocupa. Por isso desde que decidi disputar a eleição tinha e mantenho o compromisso de aproximar a população da política. Precisamos ter boas opções para tomar conta do que é nosso, coisa que infelizmente hoje não vemos com tanta frequência”.

CADA MINUTO


No Banner to display