Canal do Sertão: após demissão de 200, Ministério anuncia liberação de recursos para obra

Canal do Sertão já leva água para moradores de seis municípios – Foto: Arquivo/Diego Barros

Canal do Sertão já leva água para moradores de seis municípios – Foto: Arquivo/Diego Barros

Poucos dias após a demissão de cerca de 200 trabalhadores que prestavam serviços à Construtora Odebrecht, no Trecho IV do Canal do Sertão, em São José da Tapera, o Ministério da Integração Nacional anunciou, nesta quarta-feira (11), que vai liberar R$ 226 milhões para a continuidade da obra.

O recurso havia sido solicitado ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e é parte da carteira de empreendimentos prioritários da União para o período 2019-2020. O valor anunciado será repassado ao Governo do Estado, responsável pela execução do empreendimento no Sertão. Estima-se que, dos R$ 226 milhões, R$ 61 sejam aplicados ainda este ano.

O governo estadual informa que, até agora, os três primeiros trechos do Canal que já possuem água beneficiam cerca de 160 mil pessoas em seis municípios: Delmiro Gouveia, Água Branca, Pariconha, Olho D’água do Casado, Inhapi e Senador Rui Palmeira.

Quando estiver concluído, o Trecho IV vai permitir que a água chegue até São José da Tapera. Ao todo, o Canal do Sertão pretende atender 42 municípios, garantindo água para agricultura, pecuária e abastecimento humano.

Não se sabe, porém, se mesmo com a liberação desse recurso os trabalhadores que foram demitidos pela Odebrecht serão recontratados. Alguns deles estavam há mais de quatro anos trabalhando com carteira assinada na obra, mas foram pegos de surpresa com as demissões ocorridas no começo deste mês.

Let’s block ads! (Why?)

Source: Correio Notícia


No Banner to display


No Banner to display