Câmara aguarda documento com erros corrigidos pela Prefeitura para votar reajuste

Câmara de Vereadores de Monteirópolis, no Sertão de Alagoas – Foto: Arquivo/Diego Barros

Câmara de Vereadores de Monteirópolis, no Sertão de Alagoas – Foto: Arquivo/Diego Barros

Após a Prefeitura de Monteirópolis informar ao Correio Notícia, por meio de nota, que não aplicou o reajuste nos salários dos trabalhadores da Educação retroativo a maio porque a matéria ainda não foi aprovada pela Câmara de Vereadores, o presidente do Poder Legislativo, Douglas Braga (PRP), disse que o projeto não foi votado a pedido do próprio sindicato que representa a categoria, pois a matéria havia sido enviada à Câmara com erros na tabela dos salários do magistério.

“Nós mandados o documento de volta para que a Prefeitura fizesse as correções. Como isso ainda não foi feito, o projeto não foi enviado à Câmara para votação. Estamos no aguardo, mas assim que o recebermos, ele será colocado em votação”, salientou o vereador Douglas Braga. “O erro é do prefeito ou de quem fez a tabela. Não é culpa da Câmara”, emendou.

Em nota enviada ao Correio Notícia na tarde desta terça-feira (14), por meio da Assessoria de Comunicação, a Prefeitura disse que “o retroativo não foi ainda aprovado pela Câmara, quando for aprovado será devidamente repassado”. A nota foi uma resposta às demandas dos trabalhadores da Educação que, na manhã de hoje, decidiram paralisar as atividades mais uma vez.

Eles querem o pagamento do salário referente ao mês de outubro, o pagamento do sexto de férias e o reajuste salarial retroativo a maio deste ano. Confira abaixo, na íntegra, a nota enviada pela Prefeitura de Monteirópolis.

“O valor referente ao sexto foi pago e o retroativo não foi ainda aprovado pela Câmara, quando for aprovado será devidamente repassado. O mês de outubro, devido a situação atual dos recursos do município, ainda está pendente. Contudo, a gestão está trabalhando para sanar caso a caso”.

LEIA MAIS:

Trabalhadores da Educação iniciam nova paralisação para cobrar salários em Monteirópolis

Professores de Monteirópolis podem entrar em greve se salário não for pago até o dia 10

Let’s block ads! (Why?)

Source: Correio Notícia


No Banner to display