banner ads
Brasil só empata com Nigéria e aumenta pressão sobre Tite 201910130935505da31a264ab74 - 0 Comentários*Enter your name*The entered E-mail is invalid.*2 caracteres no mínimo.Do not change these fields following Ampliar Imagem

Brasil só empata com Nigéria e aumenta pressão sobre Tite




O jejum de vitórias da Seleção Brasileira aumentou. Na manhã deste domingo, o Brasil empatou com a Nigéria, por 1 a 1 e agora está há quatro jogos sem vencer, desde o título da Copa América. Aribo abriu o placar, enquanto Casemiro empatou no início do segundo tempo. Após uma primeira etapa passiva e irregular, a equipe de Tite esboça melhora, mas não consegue a virada.

O Brasil começou o primeiro tempo com dificuldades. Neymar deixou o gramado sentindo dores na coxa e deu lugar a Philippe Coutinho. A Nigéria teve as melhores chances e Osimhen obrigou Ederson a fazer bonita defesa. Lenta e passiva, a Seleção tocava a bola, mas, com pouca criatividade, não assustou a equipe africana.

Gol da Nigéria

Foto: Pedro Martins/MoWA Press

Aos poucos o Brasil foi crescendo na partida. Gabriel Jesus levou perigo de cabeça, enquanto Firmino, após bela tabela, bateu cruzado e assustou. A Seleção acelerou o jogo, com toques rápido, mas ainda demonstrava desinteresse. Atenta, a Nigéria abriu o placar. Aribo aproveitou o desleixo da zaga brasileira, venceu Marquinhos e bateu forte na saída de Ederson.

Resposta rápida

No segundo tempo, Tite sacou Everton, um dos melhores da primeira etapa e colocou Richarlison. A Seleção voltou mais ligada e empatou a partida logo no início, com Casemiro, que pegou o rebote da cabeçada de Marquinhos, após cobrança de escanteio. O Brasil seguiu na pressão e quase virou com Gabriel Jesus.

Melhora

O Brasil encontrou o caminho da ofensividade nas bolas áreas. Casemiro acertou o travessão, de cabeça, em um lance em que o goleiro Ozoho se machucou. A Seleção seguia melhor e com mais vontade. Em boa jogada de Gabriel Jesus, Richarlison quase virou.

Foto: Pedro Martins/MoWA Press

Segue o jejum

A Seleção aumentou o ritmo e a entrada de Richarlison melhorou a equipe. Gabriel Barbosa também recebeu oportunidade, mas não teve muitas chances. Renan Lodi foi um dos melhores no segundo tempo e Philippe Coutinho quase virou, mas a zaga tirou em cima da linha. O jejum de vitórias, agora, é de quatro jogos.

Foto: Pedro Martins/MoWA Press

FICHA TÉCNICA

BRASIL 1 X 1 NIGÉRIA

Estádio: Estádio Nacional de Singapura
Data/hora: 13/10/2019 – 09h (de Brasília)
Árbitro: Jansen Foo (SIN) – Nota LANCE!: 5,5 (teve pequenas falhas, mas não comprometeu)
Assistentes: Abdul Hannan (SIN) e Ong Chai Lee (SIN)
Gramado: Bom
Cartões amarelos: – Ndidi (42’/2T), Thiago Silva (49’/2T)
Cartão vermelho: –

GOLS: NIG: Aribo (35’/1T), Casemiro (2’/2T)

BRASIL: Ederson; Renan Lodi, Thiago Silva, Marqiunhos e Daniel Alves; Casemiro e Arthur (Fabinho 34’/2T); Everton (Richarlison 2’/2T), Neymar (Philippe Coutinho 12’/1T), Gabriel Jesus (Lucas Paquetá 43’/2T); Roberto Firmino (Gabriel Barbosa 17’/2T). Técnico: Tite

NIGÉRIA: Uzoho (Okoye 18’/2T); Awaziem, Ajayi, Troost-Ekong e Collins; Aribo e Ndidi; Chukwueze (Olayinka 44’/2T), Simon e Iwob (Azeez 38’/2T); Osimhen (Onuacho 29’/2T). Técnico: Gernot Rohr.

Fonte: TERRA


No Banner to display


No Banner to display