‘A Verdade e a Mentira’. A música sucesso em Tapera




 E depois dos vários gêneros musicais cantados e comentados em São José da Tapera, no Sertão alagoano, um antigo sucesso, da dupla Os Gauchinhos, invade as paradas taperenses.

Trata-se da música ‘A Verdade e a Mentira’, que em sua primeira estrofe fala da destruição provocada por um mentiroso convicto.

“A verdade e a mentira são grandes rivais
Todas duas são antigas, são de muito tempo atrás
Mentira passa e destrói, verdade chega e refaz
A verdade tem mostrado qual das duas pode mais”

O ressurgimento da melodia foi provocada após a noturna e barulhenta sessão da Câmara de Vereadores do município, na noite da quinta-feira (27).

Midiático, novamente o vereador Cosme Guedes iniciou a cizânia. Em sua fala, por volta dos seis minutos iniciais, o político esbravejou contra alguns colegas, falando que a ‘Câmara não poderia se ajoelhar diante de uma Prefeitura corrupta’, se referindo ao parcelamento e ré-parcelamento da nunca paga e milionária dívida do município com o Instituto da Previdência Municipal, que tem deixado servidores aposentados no desespero. Cosme foi mais além quando insinuou que alguns dos colegas mentiam para os servidores. E foi a partir daí que o plenário da Câmara, por pouco, não se transforma em um ringue.

Mentiroso, político fake news, mitomaníaco (Indivíduo que sofre de mitomania, hábito patológico de mentir) foram alguns dos termos usados pelos vereadores após sofrerem os frenéticos ataques do vereador Cosme, que se auto intitula candidato a prefeito.

É bom lembrar que na última eleição para deputado, Cosme se lançou candidato a uma das vagas da Assembleia Legislativa, mas com a versão que estaria ameaçado, desistiu da campanha bem antes de começar.

Em suas falas os vereadores denunciaram que o colega – que proclama ser o único vereador de oposição e uma espécie de ‘símbolo’ da nova política, esconde da população que já fez parte da equipe de governo do ex-prefeito Jarbas Ricardo, preso pela Polícia Federal acusado de desviar cerca de R$ 5 milhões em 17 dias de mandato e de ‘enganar os eleitores com falsas promessas de empregos – até em Brasília – e construir mais de 3 mil casas para a população pobre, que não é de autonomia de vereador.

Os vereadores também relembraram que Cosme Guedes criou a estória das series de atentados, quando chegou a acusar alguns colegas de tramarem sua morte. A versão foi desmentida após investigações da Polícia Civil e do Conselho Estadual de Segurança.

Cosme, que tem se notabilizado em desviar as atenções para si, mesmo diante de fatos negativos, se aproveitou do tumulto para falar de uma suposta ida sua até Brasília, onde teria um encontro com o presidente Jair Bolsonaro e o senador alagoano Rodrigo Cunha. O vereador jura que vai levar projetos (?) para beneficiar famílias de Tapera. Epa!!! Bolsonaro e Rodrigo Cunha??!! Encontro entre os três??!!. Vereador levando projetos para o presidente da República??!!

Voltando a música da dupla Os Gauchinhos, vamos a segunda estrofe:

“A verdade é irmã da paz, e mora com a razão
A mentira é irmã da inveja, que mora com a solidão
O pai da verdade mora com a luz e a salvação
O pai da mentira mora com a treva e a perdição”.

Let’s block ads! (Why?)

Source: Correio Notícia


No Banner to display


No Banner to display